Mensagens

A mostrar mensagens de Junho, 2014

O Diário - V - Donzelas Cosmopolitas

Eu nasci e cresci numa casa cheia de vida.
E nessa casa havia tudo.
Nunca me faltou nada. Nem a felicidade.

Como era lindo viver mesmo no meio de Lisboa.

Nessa casa existia um santuário. Um sitio mágico cheio de histórias e momentos únicos que nunca esquecerei.
Na parede do meu quarto podiam-se ler os seguintes versos.



Lisbon Revisited (1923) NÃO: Não quero nada.  Já disse que não quero nada. 
Não me venham com conclusões!  A única conclusão é morrer. 
Não me tragam estéticas!  Não me falem em moral! 
Tirem-me daqui a metafísica!  Não me apregoem sistemas completos, não me enfileirem conquistas  Das ciências (das ciências, Deus meu, das ciências!) —  Das ciências, das artes, da civilização moderna! 
Que mal fiz eu aos deuses todos? 
Se têm a verdade, guardem-na! 
Sou um técnico, mas tenho técnica só dentro da técnica.  Fora disso sou doido, com todo o direito a sê-lo.  Com todo o direito a sê-lo, ouviram? 
Não me macem, por amor de Deus! 
Queriam-me casado, fútil, quotidiano e tributável?  Queriam-me o con…

O Diário - IV - Eu logo vejo

Estou surpreendido comigo mesmo.
Não tenho estado. Mas hoje estou.

Vim para matar saudades.
Para partilhar e fumar uns cigarros largos, refastelado no mundo lexical.

É que à medida que o tempo passa vou perdendo a amargura.
Parece que a maldição desapareceu.
- Deixa-me já bater na madeira que isto nunca fiando. Cuidado aí com os bruxedos.
Mesmo assim.
Sinto-me... bem.

Ora com a enormidade de coisas que se aproximam, estranho a minha tranquilidade.

- E talvez não seja tempo disso?

Coisas de relógios.
Tenho uma data deles e não uso nenhum.

É que tenho um problema com a Actualidade.
Ela aborrece-me e eu não me dou bem com tédios.
Coitada.
Ela não tem a culpa. É o reflexo do que tem de ser. É simplesmente parva.
Demasiado insegura e volátil para ser levada a sério...
Como...
Como uma "smi-virgem".
(Eu sei que o conceito carece de explicação. Preferencialmente extensivo e em formato de tese. Afinal existe todo um universo filosófico no âmago do assunto. Mas adiante. Não "temos t…