Mensagens

A mostrar mensagens de Abril, 2013

Ameaça Fofinha na Don't Panic Portugal

Ora ai está o meu AMEAÇA FOFINHA na DON'T PANIC PORTUGAL

É de ler
http://www.dontpaniconline.com.pt/magazine/estilo/ameaa-fofinha

E de comprar

Ameaça Fofinha na revista DADA

Imagem
Aqui fica a entrevista sobre o Ameaça Fofinha para a revista DADA.

Ler faz bem
Tudo aqui

Entrevista a Daniel Filipe o autor do livro 'Ameaça Fofinha'

Começou no audiovisual, passou pelo jornalismo e pela publicidade, é músico e agora lançou o seu primeiro livro de poesia ‘Ameaça Fofinha’

Com que idade começou a escrever e como começou esta aventura pelo mundo da escrita?  
A escrita criativa surgiu algures pelo meio da minha adolescência. Um dia deixei de ter livros para ler e comecei a escrever para ocupar o espaço deixado pelas insónias. 

Foi tudo rápido. De um momento para o outro a Corpos Editora entrou em contacto com a minha escrita e decidiu dar-me a oportunidade de fazer um primeiro livro. Menos de um mês depois era lançado o “Ameaça Fofinha”.

Lia muito na infância? 
Sim. Comecei a ler cedo. Os meus pais deixaram de ter paciência para me lerem histórias e eu tive de fazer pela vida.

O que o apaixona? 
O de sempre. As pessoas e as suas infinitas nuances. Não conheço fenómeno mai…

O meu Algo

Adoro palavras.
Adoro inventar palavras ou novos significados para as mesmas.
Adoro encontrar que o faça melhor que eu.
E adoro que o tentem justificar.

- Tens namorado?
- Tenho um "Algo". Não namorado... Se bem que a minha amiga diz a toda a gente que é meu namorado. Ja desisti de desmentir.
( Sorriso )
- Um "Algo"?
- Sim um "Algo".
( Riso )
- Um "Algo" é fixe. Imagina. "Olá apresento-te o meu Algo".
- Somos amigos especiais, vá.
- Adorei essa do "Algo". Agora existem montes de determinações engraçadas: Amigos especiais, amigos coloridos, uma cena, um caso, uma onda, um filme, um arrego, mas basicamente todas querem dizer um namorico. Dantes era "uma curte". Agora o pessoal "come-se", antes "curtia-se".
- Ainda se usa bué, mas é fatela. Acho "Algo" muito mais fixe. "Comer-se" é um bocado mau. Soa a javardice.
( Pausa para formular questão )
( Sorriso )
- Mas quando "dois…