Mensagens

A mostrar mensagens de 2013

Quentinho como o pijama da Estrudes

Ahhhhhhhh.
Como é bom deitar-me na minha cama e esticar-me até ao fim do mundo.

Lembro-me da minha lista.
Quase tudo foi riscado. Rasurado com muita força, para não haver dúvidas.
Quase.
Quase porque sou preguiçoso. Porque não gosto de levantar de manhã. Porque ainda tenho tempo.
- E se tudo correr bem, ainda vou a tempo.
Quase porque tenho a mania de nunca limpar o prato. É muito raro arear a louça com o último pedaço de pão.
Quase porque existem sempre restos. Sobra-me sempre alguma coisa.
Mesmo que seja obra do acaso, pura sorte ou graça divina.
Foi quase.
Mas se disponho de vantagem, porque a devo ignorar?

Este ano foi um milagre.
Quase que não conseguia.
Foi à justa.
Foi sempre a perder.

Recordo um tabuleiro de xadrez, onde cansado de perder, confrontei o senhor meu pai com a seguinte pergunta:
- Pai. Porque é que ganhas sempre?
Ele sorriu e respondeu muito calmamente.
- Para se ganhar, é preciso perder muitas vezes. E mesmo assim, ninguém ganha sempre.
Eu devia ter quatro ou ci…

OS PINGUINS NÃO MARCHAM, ABANAM-SE COM ESTILO! #16

Imagem

OS PINGUINS NÃO MARCHAM, ABANAM-SE COM ESTILO! #15

Imagem
FELIZ NATAL

Pudim do Velho

Imagem
Da minha janela nada vejo.
Está escuro como sempre e desta vez chove sem dó.
Não ouço as antigas.
Não sei das velhas, que nunca puderam ser novas.
Imagino-as de volta dos fritos adocicados que enfeitarão a consoada.
Cismo nas suas memórias, e nas histórias que recordam enquanto cuidam do fogo.
Recordo as minhas velhas, cheio de saudades!
Os episódios que me contavam.
Palavras que me entraram na imaginação, de tantas noites como esta.

Sei que para lá do portão há um caminho para a cidade.
Natais de outros anos.
Coisas de quando era pequenino e carradas de prendas.
Como podia eu brincar com aquilo tudo sozinho?

Hoje aqui aguardo.
Num balanço sem descanso, de um ano, que já nem vejo da minha janela.
No final de uma torrente... Corrente que perde força.
Depois de um enorme ano,
Compulsivo, descritivo e doente.
O ano mais comprido da minha vida.

Aceito a incompreensão.
Já nem pazes há para fazer.
E assim que acabar a escrita,
Nem pensarei no que acabei de aprender.

Tenho sorte.
Sou sempre salvo pelo futuro.
M…

Sempre e para sempre

Um poema para ti?

Para que queres versos de quem não tem capacidade de amar?
E se tens - feliz ou infelizmente - porque não me amas hoje?
Agora.

Como te quero agora!
Como te quis sempre!
E mais...
Deixa-me ser o teu eterno amor, no teu silêncio, na tua falta de zelo, inteligência emocional, de comunicação, do não verbal.

Que também eu, te sinto sempre e para sempre!

Tens é de me dar a tua morada.
Só para um carteiro qualquer, te entregar o meu Amor... em mão!

Sempre e para sempre!

OS PINGUINS NÃO MARCHAM, ABANAM-SE COM ESTILO! #14

Imagem

Os anos maravilhosos (Desculpa mas sou assim)

Como é bom voltar a ter tempo para escrever.
Para ouvir um disco.

Mas primeiro um cigarro.
Dos fortes. Dos que fazem mesmo mal.
Dos que acalmam.

"E como preciso de acalmar."
Pensei eu.
Talvez escrever qualquer coisa. Uma merda qualquer que me alivie a dor. Que assente o pó e que me devolva luz.

Não é fácil.
Sou nocturno de nascença. Sou do lado negro. Adoro o que é escuro e todas as silhuetas que as noites me dão.
Os melhores brilhos vibram de noite.
Não é fácil.

Não consigo abrandar.
Não vou estar aqui para sempre e o filho da puta do tempo, aperta-me os sonhos com malvadez.
O resto do mundo não sabe, mas pulso de outra maneira.
Tu sabes.
Se pudesse acelerava ainda mais. Sempre a fundo, quebrando os limites de velocidade, para alem da felicidade, numa extenuante euforia, redefinindo o significado da palavra.
Comigo tudo é intenso.
Comigo tudo é imenso.
Comigo neste estado não dá mais.

Ando à procura da batida certa para a canção perfeita.
Não é fácil.
Mas eu não sou fácil, nem me perco em si…

OS PINGUINS NÃO MARCHAM, ABANAM-SE COM ESTILO! #13

Imagem

A minha música é melhor que a tua - Alexisonfire - "Side Walk When She Walks" Live

Dressed to kill, you look so right
I am drunk with lust tonight
Your wounds are opening wide
And they might be just my size

Now I'm afraid of open water
But I often bathe in sin
Let's be honest, you know you shouldn't bother
'Cuz with me, it's impossible to win

Dressed to kill, you look so right
I am drunk with lust tonight
Your wounds are opening wide
And they might be just...

There was always
Warmth between us
There was always
Warmth between us

Dressed to kill, you look so right
I am drunk with lust tonight
Your wounds are opening wide
And they might be just my size
Just my size, just my size
Just my size, just my size

OS PINGUINS NÃO MARCHAM, ABANAM-SE COM ESTILO! #12

Imagem

VÁRIOS COM AÇO 2K13

Aqui fica um Vários com Aço de algumas coisas que andei a ouvir em 2013.
Ficam centenas de fora... o Deezer também não tem tudo.
Beijinhos e abraços

OS PINGUINS NÃO MARCHAM, ABANAM-SE COM ESTILO! #11

Imagem

OS PINGUINS NÃO MARCHAM, ABANAM-SE COM ESTILO! #10

Imagem

Já estamos a viver na Matrix (e não e assim tão mau): Luís Pedro Nunes a...

The fool with the tool

OS PINGUINS NÃO MARCHAM, ABANAM-SE COM ESTILO! #9

Imagem

OS PINGUINS NÃO MARCHAM, ABANAM-SE COM ESTILO! #8

Imagem

OS PINGUINS NÃO MARCHAM, ABANAM-SE COM ESTILO! #7

Imagem

OS PINGUINS NÃO MARCHAM, ABANAM-SE COM ESTILO! #6

Imagem

OS PINGUINS NÃO MARCHAM, ABANAM-SE COM ESTILO! #5

Imagem

Luto

Por mais que fuja da tua memória.
Por mais que fuja dos teus dias.
Tu apanhas-me de noite.
À traição como sempre.
Mesmo quando nada posso fazer!

Acordar torto, meio estonteado.
De garganta seca e corpo dorido.
Acordar mais cedo para evitar pesadelos.
Abandonar imagens desfocadas que persistem em piscar.
É o que me resta.

É assim que faço este luto.
Nem me vou lembrando dele.
Fecho-me nas ideias, num silêncio baldio, pelos dias frios de sol presente.
Sem campas, enterros ou funerais.

Complicadamente desapareceste.
Assim de repente.
E não houve nada que pudesse ter feito, para te salvar

Amor Terror - O OUTRO LADO DA LISTA - vol 1

Imagem
Contando as canções novas, rapidamente percebemos está na altura de gravar um disco novo.
É a 1ª parte da despedida da Lista Negra...
Os nossos lados B
Esperemos que gostem.

Ouvir aqui
https://amorterror.bandcamp.com/album/o-outro-lado-da-lista-vol-1

ou aqui
https://soundcloud.com/amorterror/sets/amor-terror-o-outro-lado-da

OS PINGUINS NÃO MARCHAM, ABANAM-SE COM ESTILO! #4

Imagem

OS PINGUINS NÃO MARCHAM, ABANAM-SE COM ESTILO! #3

Imagem

Mentirosa compulsiva

Ter qualquer tipo de relação com uma mentirosa compulsiva,
Dá muito trabalho.
Mesmo muito.
Esgota.
Desgasta até ficar torta. Consome até que entorna.
E nem tudo se pode entornar.

- Passou-te sequer pela cabeça estares comigo um bocadinho?
Sim ou não?
Aguardo resposta!
Se a desculpa é tempo, arranja o que quiseres.
Mente como me mentes.
Exemplarmente.
Constantemente.
Mas desenrasca-te.
Que não gosto que me façam de estúpido. Podes deixar isso para os outros.
(Aqueles que não adjectivarei.)
E podes até tentar, mas não podes enganar quem em nada acredita.

Sabe-lo bem.

Aguardo resposta!

Saboreio o teu fel, uma e outra vez.
Mas não te entendo.
Chegue a que horas chegar.
Toque em quem tenha de tocar.
Não te compreendo.
Mas que tu queres afinal?
Que queres de mim?
Imitar-me?
Insistes em fazeres as mesmas perguntas para as quais aguardo resposta!
Chega a ser infantil.
Bastaria me responderes com o coração aberto, sublimar verdade.

De uma vez por todas...
De uma vez por todas precisei de ti.
Nu…

OS PINGUINS NÃO MARCHAM, ABANAM-SE COM ESTILO! #2

Imagem

OS PINGUINS NÃO MARCHAM, ABANAM-SE COM ESTILO! - yeeeeahhhh

Imagem
Mas que grande estreia!
AMEM os PINGUINS

OS PINGUINS NÃO MARCHAM, ABANAM-SE COM ESTILO! #1

Imagem

O Divã - VII - A recaída

Imagem
Acordo a meio da noite sobressaltado.
Irado.
Com vontade de mandar tudo à merda.
Sedento de acção. Que algo aconteça.
Parece que estou morto e que já nada sinto.

Arranco da cama num salto em busca das pantufas.
(Odeio estas pantufas. Ainda não percebi porque ainda não comprei umas de jeito.)
Desde pequeno que caminho pela casa no escuro. Vou espreitando os medos e lembrando-me dos filmes de terror. Estou sempre à espera que me apareça um fantasma, um espirito, uma aparição divina, alguma coisa que mate de susto repentinamente.
Mas não desisto.
Lá vou eu às cegas, tacteando paredes e maçanetas, pé ante pé, muito devagar.
Silencioso como um ninja.
(Eu sempre gostei de ninjas. Se houvesse um curso de ninjas, tinha-me candidatado.)
E custa.
Faz frio que dói.
Ele é húmido. Daqueles lixados que se entranham nos ossos.
Mas um ninja não teme e daqui até ao frigorifico são dezoito passos.
O meu objectivo é atingindo.
Da luz retiro um iogurte com aroma a morango. Daqueles bem doces.
(Só …

Raquel de Carvalho - Ilustradora

Já na próxima 3ª feira vou apresentar um novo projecto intitulado, "Os pinguins não marcham, abanam-se com estilo!"

São ensaios sobre o mundo oculto dos pinguins. A minha modesta tentativa de prestar homenagem a homens como Schultz, Jim Davis, Quino, Bill Watterson, Patrick McDonnell, Mordillo, e outros génios que através das suas criações, me influenciaram.
Certamente que a minha vida seria muito diferente.

(PAI - Desculpa mas nunca cursarei Direito!)

Ora eu não sei desenhar, mas tenho uma pessoa a tratar disso por mim. Chama-se Raquel Carvalho e é muito boa rapariguinha.

Aqui ficam os links do seu trabalho.
Espreitem.
Blog
http://raquelcilustra.blogspot.pt/
Facebook
https://www.facebook.com/RaquelDCarvalho7?fref=ts
https://www.facebook.com/RaqueLdeC

OS PINGUINS NÃO MARCHAM, ABANAM-SE COM ESTILO!

Imagem
OS PINGUINS NÃO MARCHAM, ABANAM-SE COM ESTILO!
Ai está a minha estreia na banda desenhada. Eu escrevo e a arte fica a cargo da Raquel Carvalho.Ficam os primeiros esboços em baixo.
Todas as terças e quintas. Até breve!



Porno Amor e Xungaria - 15

Imagem
Nem sei por onde acabar.

Nem sei por onde acabar...
Talvez pelo futuro?
Talvez nunca acabe.
Isso são coisas para o Tempo responder.
Se lhe apetecer.
E nem sempre lhe apetece.

Eu dou-me mal com o Tempo. Acho que ele é um filho da puta à antiga!
É pequeno, dançarino e velhaco.
Um batoteiro de primeira.
Nunca me deixa ganhar.
(Nem a mim nem a ninguém.)
Simplesmente altera as regras do jogo a seu belo prazer.
E deixa-me sempre com a estranha sensação de desejar tarde demais!

Fico frustrado.
Fico sedento.
Às duas por três, já não sei o que devo beber para matar tamanha sede.

Para mim é esquisito saber conjugar todos os tempos verbais, mas não os saber identificar!

Aí escolho.
(Nem sempre bem)
Decido-me por qualquer coisa e experimento tudo!
Literalmente.
É que tenho pavor à dormência.
Sou o que sou e há muito que desisti de pedir desculpas por isso.
(Há quem lhe chame arrogância ou orgulho ou outra merda qualquer.)
Prefiro arrepender-me.
Mil vezes arrepender-me.
É sinal que ainda acred…

Porno Amor e Xungaria - 14

Imagem
Achas que não tenho coragem? Achas que não sou capaz?

Quando era pequeno, ainda são e santo, alguém me avisou:
- Tem cuidado com gente doida. Nunca se sabe como vão reagir!
Tal como muitas outras vezes, ignorei o aviso e decidi descobrir por mim.
Não há nada como experimentar.
Adoro sentir!
Sou viciado!
Como se pode imaginar rapidamente deixei se ser são, e para santo não tenho a mínima vocação!
(Não vale rir.)

Dediquei-me à intensidade.
(Mas intensamente.)
Adoro sentir!
Sou viciado!
Muito dramaticamente dedicado à causa, vivo todo o tipo de romances e histórias, até ficar sem ar nos pulmões.
É que tenho medo de morrer.
Tenho medo de não ter tempo de fazer tudo o que vou inventando.
(O problema é esse! Eu vou sempre magicando uma coisa mais.)
É assim que devoro a vida até desmaiar de exaustão.
Até endoidecer.
(Na pior das hipóteses vou parar ao cadeirão da terapia.)

Eu sou dos antigos. Eu vareio! Eu vou a fundo e tudo adentro.
Sou perfeito para ir parar ao Julio de Matos.
Doidinho.
Pas…

Porno Amor e Xungaria - 13

Imagem
Incurável.

Como obter dignidade naquilo que não tem cura?
Ando a aprender.
Já são extracções a mais.
Daqui a pouco o meu corpo não aguentará uma anestesia.
Cirurgias e cicatrizes.
Tenho a alma cheia de tatuagens coloridas, contrastando com o resto do meu Mundo.

Olho lá para fora e tudo está cinzento!
Vai chovendo e fazendo vento mas não há cor.
Como é triste a "minha" vila aldeã a preto e branco. Fica tudo muito mais feio.

É nestes dias que me custa ver. São nestas horas em que me custa acreditar.
Quando tudo fica embaciado.
Quando a humidade chega ao osso.
Quando simplesmente não consigo ficar confortável.
(E eu preciso de estar confortável. Não consigo ser de outra forma. Cresci assim.)

Acordei transpirado e todo partido.
O corpo só me pede um banho.
A última coisa que me lembro, é de estarmos a acabar de tomar chá.
Hoje acordámos juntos e de manhã.
Sempre partiste!
Hoje ficaste!

Desabafo com voz de sono:
- Odeio este tempo.
De joelhos na cama e mãos no video pingado, …

Porno Amor e Xungaria - 12

Imagem
Tenho uma hora.

Tenho uma hora para escrever sobre Porno Amor e Xungaria.
Estou ansioso.
Nervoso.
Nada me escorre do peito nem do cérebro. Sou um Xunga. Sou um nada por nada ter.

Dizias-me com Amor quando me procuravas:
- Vamos fazer Porno?
Porno?
Mas o que é isso de fazer Porno? Não era suposto estar uma maquina qualquer a filmar?
(Sorriso)
E até chegou a estar! Gravando todas as tuas fantasias num plano fixo e mal iluminado.
Porno que te deixava feliz.
Desejada.
Completa.
Livre.
Exausta.

Eras uma Deusa.

Todo o teu corpo me falava. Contava-me segredos. Fazia-me rir.
Quando havia Porno, perdia-se a noção do tempo.
Ouviam-se coisas lindas.
Melodias únicas impossíveis de escrever ou repetir.
Sempre diferentes.
Encaixados em busca do prazer supremo, entre experiências e manchas, sem vergonha nenhuma de tanto querer.
De querer mais e mais.

Bastava trocarmos olhares.
Bastava nos encostarmos.

Era até o corpo ceder.
As tuas cãibras, o galopar dos corações, os litros de suor perdidos, as do…

Porno Amor e Xungaria - 11

Imagem
MANIFESTO ANTI-XUNGARIA por Daniel Filipe  MEIO POETA RUDE, FUTURISTA E TUDO

BASTA PUM BASTA!
BASTA DE XUNGARIA!

UMA GERAÇÃO QUE CONSENTE DEIXAR-SE REPRESENTAR-SE PELA XUNGARIA É UMA GERAÇÃO QUE NUNCA O FOI! É UMA GERAÇÃO DE MERDA! É UM COIO D'INDIGENTES, D'INDIGNOS E DE CEGOS! É UMA RESMA DE CHARLATÕES E DE VENDIDOS, E SO PODE PARIR ABAIXO DE ZERO!

ABAIXO A GERAÇÃO!
MORTE À XUNGARIA!

MORRA A XUNGARIA, MORRA! PIM!

UMA GERAÇÃO PASTADA PELA XUNGARIA É UM REBANHO DE FALHADOS!

UMA GERAÇÃO COM A XUNGARIA À PROA É O TRIUNFO DO LODO!

A XUNGARIA NÃO DISTINGUE MERDA DE OURO!

A XUNGARIA TEM MOSCAS À VOLTA!

A XUNGARIA NÃO TEM PAI! NEM MÃE! NEM NINGUÉM QUE LHES DÊ EDUCAÇÃO!

A XUNGARIA DÁ MAU NOME À DROGA!

A XUNGARIA É ENCARDIDA! NEM COM UM ESFREGÃO DE ARAME SE PODE RETIRAR TÃO ENTRANHADO MAL! NEM COM UMA REBARBADORA!

A XUNGARIA TEM SEMPRE UM ASPECTO ASQUEROSO! DEVIAM SER LAVADOS COM UMA SOLUÇÃO DE LIXÍVIA E CREOLINA! E MESMO ASSIM DE NADA SERVIA!

A XUNGARIA CHEIRA MAL!


MORRA A XUNGARIA, MO…

Porno Amor e Xungaria - 10

Imagem
Diz-me com quem andas, dir-te-ei quem és.

Eu avisei.
"Tem cuidado com as companhias".
Desculpa, mas ao mesmo tempo, não consigo parar de rir.
Eu sei que te irrita... mas não me contenho. Não aguento. É demasiado típico.
- Prometo que tentarei comportar-me devidamente.

Porém deves concordar comigo - nem que seja bem lá no fundo - que a velocidade com que as coisas mudaram, sugerem uma grande falta de elegância.
- Sugerir não é bem o verbo. Talvez "demonstrar".
Por maior que seja o teu lado sujo e maltrapilho, nunca irias atingir tamanha dimensão sem ajuda.
Conheço-te.
Sei que não caças. Esse não é o teu desporto.
- Tu és mais Bambi.
Não é da tua natureza criar tamanha confusão.
Sabes que sofres quando perderes o controlo do teu famoso desassossego. As ondas bravias de emoções, espetam contigo nas rochas. É dor a mais, para tão fragil ser.
- E sabe-lo por experiência própria.

Alguém te mostrou "como se faz".
Alguém com experiência de guerrilha.
Numa espéc…

Porno Amor e Xungaria - 9

Imagem
Vou ser um 9
Serei um nove porque nunca conseguirei ser um dez.
Tentarei, mas reconheço que as condições naturais que apresento, não são as ideais.

Além disso já não vou para novo.

Vou para outro lado qualquer.
Um sitio onde aceitem hedonistas, desequilibrados e com tendências egocêntricas.
Existir tal lugar dava-me jeito.
- De preferência perto da praia.

Dava-me jeito uma casa ampla e luminosa, em tons de branco, com janelas enormes, cheia de guitarras por todo o lado.

Um novo Santuário onde pudesse imaginar um novo Mundo.
Seria ainda mais feliz se tivesse essa oportunidade.
(Se o puder ser. Se o mercer.)
Seria o que quero ser.
Um nove.

Na verdade - e como me tinham vaticinado - lá me vou recompondo, numa dolorosa peregrinação até à redenção.
Passo a passo, palavra a palavra, lá vou exorcizando estas invejosas maldições.
É caminho que devo fazer sozinho.
- Dizem.
Só eu me posso salvar de mim mesmo.

Curo-me com Porno, Amor e Xungaria.
Todos os dias, minuto a minuto.
A cada passeio ao …

Porno Amor e Xungaria - 8

Imagem
Um poema por dia.

Da última vez que me falhaste pediste-me.
- Um poema por dia.
Pediste com aquela voz de menina meiga. Puxando-me o braço com o sorriso mais querido.
- Prometes?
Eu sorria de volta olhando para o longe, de lado para o teu ataque de ternura.
- Promete - insististe.
Com o coração derretido pela esperança, cedi.
- Está bem. Eu escrevo-te um poema por dia.
- Todos os dias?
- Sim - disse arrastando - Todos os dias.

Ora.
Promessas são promessas.
As minhas para cumprir. As tuas para quebrar.
- Tens a mínima noção de quantas promessas e juras falhaste ?

Devia ser como tu. Por vezes temos de nos contentar com menos.

Mas não queria falhar o compromisso.
Tudo por ti. Somente para te deixar feliz.
Tolices.
As merdas que dizemos quando estamos apaixonados.
Mas de que escreveria eu, dias a fio, sem descanso ou excepção?
- És habilidosa. Pantomineira.
Mas, promessas são promessas e as minhas são para levar até ao fim.

Horas mais tarde, confessaste sem arrependimento ou compaixão, ou…

Porno Amor e Xungaria - 7

Imagem
A fuga.

Quando eu faço uma pergunta a alguém, apenas procuro duas reacções: A verdade, ou o silêncio.

- A autenticidade por estar em extinção.
É como uma espécie em risco. Uma busca filosófica. A relação entre a causa e o efeito, no seu sentido mais profundo.
Isto tem tanto de bruto como de abstracto. O Mundo mente por sistema. Reconhecer o que é verdadeiro é, por si só, um desafio tremendo.
Além disso nada nos faz crescer mais que realidade.
(E crescer dói.)
Parece-me que esta demanda é cada vez menos apreciada. A exactidão é coisa que incomoda.
(Matemáticas.)
Para a maioria, é preferível copiar formulas, a criar novas maneiras de resolver os problemas.
Já para não falar que está fora de moda. É desinteressante. Ninguém dá importância a isso.
- Se podemos mentir a nós mesmos tão facilmente, porque não fazê-lo a outros?
O custo beneficio da verdade é demasiado baixo e adjectivar compromete.

Todavia eu gosto de aprender.
(Sempre gostei.)
Por mais bruta e cruciante que ela seja, conf…

Porno Amor e Xungaria - 6

Imagem
O Santuário

Não pode chover mais.
A iluminação publica faz o alcatrão brilhar.
As águas irrequietas apontam-me o caminho de tua casa.
Até lá é sempre a descer.
A cada passo que dou em tua direcção, tudo fica mais escuro.
Tudo se torna incerto.
Como se fosse para um fundo de um poço vazio e frio, onda a única luz que me pode acompanhar é a ponta de um cigarro aceso.
(Respiro fundo para me compor.)

A cada passo que dou em tua direcção, o peito aperta com mais força.
Algo me diz para voltar atrás. Para evitar aquele entrar naquele nevoeiro à minha frente.
Mas não consigo deixar de andar.
Numa angustiada compulsão, irrequieta e obscurecida.
Na ideia infantil que para alem da névoa húmida, estarás à porta de casa, acolhendo-me serenamente.
(E vejo esse o teu rosto sentido. Resignado. Compadecido pelo meu esforço.)
Na ilusão de perceberes finalmente o que é a verdade. O que é o Amor.
Fantasiando com o teu abraço, longo e apertado. Num beijo torto cheio de lagrimas e soluços.
Respiram…

Porno Amor e Xungaria - 5

Imagem
O pesadelo.
Apesar de estar um dia lindo, não me sinto quente.

Porém tudo se move com energia lenta, numa típica manhã campestre.
Mas eu não amanheço.
Nem aqueço.
Não amoleço.

Dormi pouco e dormi mal.
(Como tenho sempre dormido.)
A desgraça é tanta que me deitei a pensar em ti. Contigo sonhei e finalmente acordei ainda preso. Despertei sobressaltado num pesadelo lancinante.
Contigo.
Nunca me fizeste bem, mas daí a chegar a stress pós traumático, é obra.
São 69 dias de guerra dura.
Sangrentas batalhas do bem contra o mal. Do puro contra o profano. Da verdade conta a falsidade.
(E com honras de estado e as devidas homenagens, já se enterraram muitas coisas.)

Para mim és como uma cruzada.
Nunca perderei para tão petulante causa. Mudarei o mundo se for preciso. Recorrerei a todos os métodos para assegurar o triunfo final.
E sobre desígnio divino, nunca recuarei.
Por mim e pelos meus.
O meu coração deixará de ser território ocupado. A minha cabeça libertar-se-à da tua propaganda e o meu …

Porno Amor e Xungaria - 4

Imagem
Tem cuidado com o que desejas.

- Então? Como estás?

Muitas vezes não estou.
Simplesmente não me aguento.
Não me suporto.
Fico impossível de aturar.

Assim que fico sozinho "ponho-me" em modo de espera. Segurando o telefone com a cabeça contra o ombro.
A ouvir mil vezes uma musiquinha de merda, de uma banda rasca qualquer, que ninguém conhece, mas certamente virá a um festival de verão cheio de entulho.
- É o pacote. Venda por atacado. Ferro velho -
Assim que fico sozinho.
Naquele instante.
Impossível de aturar.

Chega a altura de fazer a cura com punkrock - São machezas minhas - Um álbum puro. Daqueles mais míticos geralmente faz o truque.
Arranco sem plano.
- Porque nasci assim e a mania de ser livre corre-me nas veias -
É sem destino.
Tenho pontos de passagem, mas não faço ideia de onde, com quem e em que estado vou acabar a noite.
Apenas apareço e espero que alguém me convide para fazer algo realmente estúpido.
- É só atinar no desatino. Fácil! Fazer o que toda a gente fa…