Mensagens

A mostrar mensagens de Janeiro, 2012

Que quimadela chaval!

Eu adoro queimadas. Não gosto de fogos.
Gosto de queimadas.
Quando resolvemos incinerar o passado. Jogar-lhe fogo. Desaparecer com as coisas que não interessam. Incendiar o incomodo.
Lá vamos.
Vamos para o meio do mato ou para um descampado, decididos a terminar com o que resta, e esquecer o que nos condena.

Eu adoro queimados.
Queimados da cabeça.
Aquelas pessoas que deixaram de ser normais, como consequência do uso de drogas.
Não tenho paciência para eles.
Mas simpatizo.
A mesma simpatia que sinto por uma cobaia. Por uma rato de laboratório.
Sou-lhe agradecido.
Agradeço o exemplo. Agradeço o seu sacrifico em prol de uma solução.
Gosto de ver como a droga lhes deu cabo do pouco que tinham. Gosto de ver como acontece sempre aos mesmos.
É cientifico.
Não falo de drogados. Da malta do cavalo. Da rapaziada do Casal Ventoso, assaltos com seringas, curas no estrangeiro. Não falo de arrumar carros, roubar velhas na Morais Soares, malta da "ramona".
Não falo desses.
Esses tinham drogas do roc…

Onde está o público? (Amor Terror na Vox Trooper Tour - 7 - Caldas da Rainha)

7 - Caldas da Rainha - 122km

2012 começou com o concerto mais estranho até agora da Vox Trooper Tour.
Diria mesmo que para os mais crentes, começara aqui uma profecia estranha e tenebrosa.
(Só só eu a exagerar... A construir dinâmica dramática.)
Mas que o nosso concerto foi invulgar, ah isso foi.

Chegamos ligeiramente atrasados, e mesmo com energética vontade o resultado foi um invulgarmente longo soundcheck. Mais. Alem dos locais 74, outra banda local desejava juntar-se à festa.
"Tudo bem" acordamos.
Situações à antiga. Surpresas de ultima hora. Até foi giro pois fez-nos recordar aquelas festas quando tínhamos bandas de liceu.
Quando fomos jantar já muito passava da hora previamente combinada.
- Devo ressalvar que apesar dos imprevistos, a organização da Blackbox nos trataram muito bem. (Um beijo para a Diana e um abraço para o Tiago).
O publico entretanto começara a chegar a bom ritmo.
"Bem é tempo de irmos para o camarim."
As condições para concertos no cent…

Fui tocar e ganhei 3kg (Amor Terror na Vox Trooper Tour - 6 - Marinha Grande)

Imagem
6 - Marinha Grande - 202km

Fechamos o ano de 2011 com um concerto na Marinha Grande. Mais um club. O local chama-se Ovelha Negra.
O dia estava feio, cinzento.
De carro e de chuva até ao labiríntico centro histórico. Tapumes com fartura, obras e sentidos proibidos. Tem acontecido com frequência.
Estas brincadeiras inutilizam o Gps e obriga-nos a carregar o material durante distancias maiores.
O que é deveras agradável.
Mal chegamos fui logo apresentado ao Jardel. Este Jardel é do F.C.P mas é um pouco mais magro, mais claro, mais baixo e com menos cabelo, que o famoso jogador de futebol. Alem disso pareceu-me bastante sóbrio comparando com o goleador.
Depois de fazermos som fomos para a casa de pasto "o Agustito", jantar e ver um Real Madrid-Barcelona. Sobre isto, umas coisas: O meio campo do Real é ridículo. Os árbitros gostam sempre um bocadinho mais do Barça, mas nem precisavam já que este Barcelona provavelmente é a melhor equipa de futebol de sempre.
Lendário.…

Saibam porque é que sou tão bonito