Mensagens

A mostrar mensagens de 2009

Troca de Prendas

Chegou um dos pontos altos do mês de Dezembro.
A troca de prendas.

Não sei qual é a origem do fenómeno, e não sei que o importou. - Isto de gastar dinheiro com os outros não pode ser ideia nossa - Apenas noto que os Chineses fazem um dinheirão com as bugigangas contrafeitas que vendem nesta época.
Ah pois.
Por exemplo. Numa empresa este é o tempo de sondar todas as relações humanas e hierárquicas.
Quando a mamalhuda das relações públicas oferece um set de fichas de poker ao informático, todos os colegas sabem que está a gozar com ele. ”O que é que ele vai fazer com aquilo agora? Ele não tem amigos. Só se jogar cartas sozinho”. O que eles desconhecem é que no dia seguinte, vão receber no e-mail, um vídeo cheio de fluidos que explica a meteórica ascensão da menina na empresa.
Talentos escondidos.
É tempo do graxista ignorar o plafon estabelecido democraticamente e, mimar o chefe com aquele taco de golfe estupidamente caro.
Chegou-se ao momento sublime, onde adoramos os nossos colegas e dizemos …

Os teus pais que te aturem... é Domingo

Um Domingo destes, vais dar por ti a olhar para olhar para a televisão numa posição estranhíssima.

Chegou a idade adulta.

Sim, ela chegará. De um dia para o outro tens 10kg a mais, crescem pêlos em locais recônditos e sempre que podes, andas nu da cintura para baixo.
Os putos começam a parecer todos iguais, cheios de penteados e de vestimentasandróginas.
Agora compreendo a geração antecessora. É triste ver o resultado das nossas lutas.

Se chegas aqui neste estado, imagina o futuro. Olha para os miúdos.
Parece que estiveram a brigar com um gato durante os saldos de uma loja espanhola qualquer. Todos muito lindos, com a sua mini vida sexual, cheia de lugares comuns e bandeiras vermelhas na mão.
Sim porque eles têm ideologias e ideias sociais, cheias de soluções, iguais às nossas.
Eles fazem-me viver os anos 80 duas vezes: Crise económica, gente mal vestida e cançonetas pop de merda.
Eles são irreverentes ao ponto de manter todas as tradições.
Eles têm moral, mas não têm valores.
Eles têm pais inco…

O Rolls-Royce é o Rolls-Royce dos... Rolls-Royce?

Sinto-me um investigador barbudo, no principio do século XX...
Não é uma fobia, sequer uma impressão. Está documentado, provado, testado por método ciêntifico.
Chamar-lhe-ei: Síndroma de Kurt Cobain.

Num mundo onde neurologistas, psicólogos e psiquiatras enriquecem porcamente, tambem eu quero o meu quinhão. Não tendo capacidade para desenvolver um psicotrópico realmente curtido, aproveitei o vazio deixado pela educação de milhões de pais - pobres trabalhadores de classe média enfraquecida, confinados à tirania dos juros - que desconhecem que todas as maleitas psicossonáticas se curam com trabalho.

Posto isto e "morram os charlatões, morram pim", há que olhar com atenção para o fenómeno das pessoas que não festejam o seu aniversário.
Mas porquê? A unica data anual onde podemos celebrar e prestar tributo à nossa vida, ao nosso nascimento. Reunir familia e amigos, contar embaraçosas e repetitivas histórias. Um dia com doces e bebidas caras. Soa bem.
Mas porquê? Não é bom enaltecer a …

É só para desenjoar

Eu acho isto estupido.

A internet, o msn, o twitter, a comunicação 2.0, blogues, as redes sociais... mas que falta de sentido. Uma perda de tempo.
Antigamente quando não havia democracia comunicacional, era extremamente interessante. Havia filosofia, correntes de pensamento, "opinion makers", literatura e artes.
Muitos artistas resultam sempre em pouca arte.
Quando se abria um livro, nunca surgia alguem com um "link" para um video parvo, ou um "especialista de comunicação" armado em Pacheco Pereira, comentando o que o primeiro ministro está a dizer na tv.
Tenho sérias duvidas que esta febre mundial, onde qualquer pessoa pode exprimir qualquer coisa, seja benéfica para coisa qualquer.

Lá está. É por isso que tenho um blog. Para tirar férias do que andei a escrever no twitter, no myspace, hi5 e facebook.
É só para desenjoar.